, &

Jerónimo de Sousa. ​Quase 18 anos como líder “foi uma vida e ninguém é de ferro, mesmo sendo metalúrgico” (Videocast)

Em entrevista ao programa Hora da Verdade da Renascença e do jornal Público, o secretário geral do PCP garante que o Comité Central não lhe falou de uma saída da liderança, mas reconhece que não é de ferro e que “18 anos à frente do partido foi uma vida”.