Diogo Ayres Campos prefere que não seja necessário recorrer aos privados (Videocast)

Em entrevista à Renascença e ao jornal Público, Diogo Ayres Campos defende que é preciso assegurar que há capacidade de resposta por parte dos hospitais. O presidente da comissão adianta que o objectivo é que a resposta às grávidas seja dada pelos hospitais públicos mas que pode ser mesmo necessário recorrer aos privados.