Um Governo "cínico" que abre a porta a nómadas digitais