Jerónimo de Sousa. ​Quase 18 anos como líder “foi uma vida e ninguém é de ferro