CÁPSULAS DE CAFÉ: "Ressuscita a caminho do crematório"